AS OBRAS FARAÔNICAS E O MENSALÃO

No excelente editorial do Estadão de hoje, 20/09/13 vemos duas questões muito pertinentes: o pré sal e a pizza.
Sobre o pré sal, o que fica evidente é que o Brasil continua sendo o país das inúteis obras faraônicas. Apesar de todas as dúvidas científicas que cercam a eficácia, os riscos e possíveis danos oriundos da exploração de petróleo e gás em camadas profundas do leito marítimo, o governo insiste em licitar a obra. Isso me lembra da usina de Belo Monte, onde contrário a todos os estudos de impacto ambiental, contrário aos cálculos previstos de baixa produção energética em época de vazante, ainda assim o governo licitou e deu prosseguimento às obras. Esse governo não é apenas surdo às reivindicações populares, também é surdo para as recomendações cientificamente embasadas, quando da prosseguimento às obras custosas e de resultados duvidosos. Não seria mais útil se o setor de Minas e Energia desenvolvesse estudos e tecnologias nas áreas de energia heólica e solar? Ao invés de gastar bilhões em obras inúteis?
Ah! Mas então entra a questão dos investimentos e das “mordidas” que a bandidagem infiltrada na política dá sobre esses recursos. Parece e é, que essas obras inúteis só têm mesmo a finalidade de produzir novos ricos, os mamíferos das tetas públicas.
Por falar em tetas públicas, o segundo editorial do jornal supracitado, aposta na memória curta dos brasileiros, agora que o vergonhoso STF aprovou os embargos e um novo julgamento será ainda marcado.
Em tempos de redes sociais, a memória brasileira melhorou e o nível de indignação só tem aumentado. Aposto no oposto. Tomara que não me engane e colecione mais uma frustração.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s