ÉRAMOS FELIZES E NÃO SABÍAMOS?

Para além da questão da crise de representação, ou dos escândalos de corrupção, o recado transmitido pelas elites está bem claro: há um plano de execução  do PT. Um plano de execrar este partido da cena política brasileira. Muitas pessoas dirão que sim, que nada pode ser melhor que o fim da petralhada. Sabemos que não adianta neste momento, explicar que o PT não inventou a corrupção, nem instituiu isso, quem conhece História tem pelo menos um episódio predileto de corrupção institucional que não envolve o PT.
Talvez resolva colocar as coisas noutros termos: representatividade. Tente responder as seguintes questões: o PSDB representa quem? E o PMDB? E o PT?
Agora, tire o PT da jogada política e pergunte-se: quem irá representar a classe trabalhadora, os sem terra, os operários, as domésticas, etc.
Podemos questionar se o próprio PT representava o povão nos últimos anos, mas é inegável que ao longo de sua história, o partido conquistou ou expandiu boa parte dos direitos fundamentais da classe trabalhadora e que na atual cena política, essa é a única classe que ficará sem representação expressiva.
Há quem ache isso ótimo, mas veja bem, o PSDB representa a burguesia liberal, o DEM, representa uma minoria latifundiária, patronal Rural. O PMDB representa a própria cambada política, há alguns nanicos de aluguel, há os partidos cristãos evangélicos e nenhum partido de trabalhadores que seja expressivo e possa substituir o papel do PT.
Com isso, fica a pergunta: o Pt é de quem mesmo? Do Lula, do Dirceu? Ou estes são apenas figurões de um patrimônio político que pertence à base social. Destrui-lo portanto, não é destruir Lula, ou Dirceu, até porque eles conquistarão na história, a justiça que lhes é negada. Destruir o PT, é destruir a representação popular no governo.
Oras ! Em outros momentos históricos em que tal hegemonia foi imposta, em que a representação popular foi banida do jogo político, temos uma reorganização da base em novas representações, o que pode parecer bom, para arejar a cena política, produzindo um partido com as virtudes do PT, ou pulverizando em dezenas de nanicos sem uma proposta que una uma ampla frente popular. No entanto não podemos deixar escapar o fato de que até essa reorganização acontecer, a exemplo de outros momentos na História, muito sangue correu. Em nenhum lugar houve hegemonia pacífica. Não se pode excluir o povo da cena política, nem se pode pretender representa-lo só em falácias por muito tempo, pois quem não tem quase nada, costuma ser, digamos, apegado ao pouco que possui, tal como direitos fundamentais. Educação, Saúde, são serviços muito mal prestados por este governo que se pretendia popular, imagine no governo golpista que já acena com cortes nestas esferas para poupar os mais ricos de pagarem o pato de todas as irresponsabilidades do Pt e desse congresso golpista paralisante e picareta que está aí?
Não vai haver futuro radiante pós impeachment. Vai haver luta, porque o povo vai acordar da catarse e descobrir que não foi o PT que foi banido, mas ele próprio, todos os trabalhadores com suas reivindicações históricas por direitos e justiça social. O povo vai despertar e descobrir que foi usado contra si mesmo, a favor de uma hegemonia forçada que já está cortando direitos, advogando em causa própria, pois fala em corte na saúde e na educação, enquanto aumenta salário da classe jurista, enquanto institui um Estado Evangélico em detrimento do Estado laico, enquanto persegue, julga e encarcera apenas os acusados de corrupção do Pt, anistiando descaradamente, os corruptos golpistas.
O povo irá para as ruas, o sangue irá correr e o brasileiro vai descobrir, que na era Dilma éramos felizes sem saber.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s